top of page

Histórias de Autores autopublicados mais vendidos na Amazon



Andy Weir, mais conhecido por seu romance autopublicado na Amazon em 2011, “Perdido em Marte”, vendeu 5 milhões de cópias somente na América do Norte.

 

O livro de ficção científica de sucesso foi transformado em filme em 2015, arrecadando US$ 630 milhões em todo o mundo.


Desde então, Weir vendeu os direitos de adaptação cinematográfica de seu livro “Project Hail Mary” para a Metro-Goldwyn-Mayer por US$ 3 milhões, em 2020.

 

Marie Force (autora de vários best-sellers do New York Times)

vendeu mais de 12 milhões de cópias em todo o mundo.


Em 2016, 80% de sua receita veio de 30 títulos autopublicados.

Ela esperava que isso tendesse a 70% através de oportunidades de contrato posteriores.

Seu negócio também atingiu receitas de oito dígitos naquele ano.

Marie Force acredita que a autopublicação através do KDP criou um enorme impacto positivo em sua carreira.

 

Hugh Howey, autor de “Wool”, afirmou em 2012 que, devido ao Kindle Direct Publishing, ele estava alcançando receitas mensais de seis dígitos.

No início de 2023, sua série de televisão deverá estrear na Apple TV+.

 

Autores autopublicados na Amazon


Marie Force


Em todo o mundo, seus livros venderam mais de 12 milhões de cópias.

Ela é especializada em romances contemporâneos, de suspense e eróticos.

Seus livros também foram traduzidos para mais de 12 idiomas.

A partir de 2016, seu negócio também atingiu números de receita de oito dígitos

Durante o mesmo ano, 80% de sua receita veio de 30 títulos autopublicados.

Ela acredita que o maior impacto positivo em sua carreira foi criado por sua decisão de publicar por conta própria.

Os destaques da carreira de Marie Force incluem:

Lista dos mais vendidos do New York Times mais de 30 vezes

Best-seller do USA Today

1# best-seller do Wall Street Journal

Best-seller da Der Spiegel (Alemanha)

 

LJ Ross

LJ Ross vendeu mais de 8 milhões de cópias de livros em todo o mundo.

Ela encontrou seu sucesso escrevendo thrillers de suspense e romance.

Holy Island (2015) foi seu livro de estreia, tornando-se um best-seller instantâneo em todo o mundo. 

Seus romances também alcançaram o primeiro lugar mais de 20 vezes.

Em 2020, ela se tornou a primeira autora autopublicada a receber uma indicação ao British Book Award.

 

Stéphanie Bond


Em vários formatos e idiomas, Stephanie Bond vendeu mais de 7 milhões de cópias. 

No geral, ela publicou mais de 100 romances, predominantemente nos gêneros romance e mistério.

Em 2012, ela alcançou o livro Kindle autopublicado mais vendido com “Nosso Marido”.

4 anos depois, o Hallmark Channel decidiu adaptar sua comédia romântica “Stop the Wedding!” em um filme.

Seu projeto “COMA GIRL”, seriado diário online, também foi escolhido como opção de série de televisão pela CBS Studios em 2018.


Rebeca Zanetti


Ela vendeu mais de 5 milhões de cópias de seus livros em todo o mundo.

Autor best-seller de romances paranormais, contemporâneos e de suspense.

No geral, o autor publicou mais de 60 romances, com traduções em vários idiomas.

Seus romances também foram incluídos nos melhores livros do ano na Amazon.


Os destaques da carreira de Rebecca Zanetti incluem:

1# best-seller da Amazon

Best-seller do New York Times

Best-seller do USA Today

Best-seller da Publishers Weekly

 

Andy Weir


Andy Weir é mais conhecido por seu romance “Perdido em Marte”, de 2011, que vendeu 5 milhões de cópias somente na América do Norte.

Ele originalmente decidiu publicar o manuscrito completo por conta própria na Amazon, onde alcançou o status de best-seller.


O livro foi transformado em filme em 2015, arrecadando US$ 630 milhões em todo o mundo.

Desde então, Weir vendeu os direitos de adaptação cinematográfica de seu livro de 2021, “Project Hail Mary”, para a Metro-Goldwyn-Mayer por US$ 3 milhões, no início de 2020.


Os direitos cinematográficos de seu livro “Artemis” de 2017 também foram adquiridos pela 20th Century Studios junto com a New Regency.

Devido a esses trabalhos de sucesso, ele é reverenciado nas comunidades de ficção científica e fantasia.


Raquel Abbott


4 milhões de cópias de seus livros foram vendidas em inglês.

Suas obras também foram traduzidas para mais de 20 idiomas diferentes.

Com foco geral em thrillers psicológicos, ela é mais reconhecida por sua série de livros “DCI Tom Douglas”.

Os destaques da carreira de Rachel Abbott incluem:

Autor publicado de forma independente mais popular da Amazon: Reino Unido (2015)

Vendedor número um de e-books da Amazon: escrita de crimes e suspense (2015)

14º autor mais vendido nos últimos cinco anos no Kindle da Amazon: Reino Unido (2015)

 

Enigma AG


No total, seus romances de ficção científica venderam mais de 4 milhões de cópias em todo o mundo, em 24 idiomas.

“The Atlantis Gene” foi seu romance de estreia, vendendo 3 milhões de cópias em todo o mundo.

Ele atribui parte do sucesso de seu primeiro livro à capacidade da Amazon de promover livros populares .

Uma seleção de seus livros também está em desenvolvimento para longas-metragens.

 

Hugh Howey


Com foco na ficção científica, suas obras venderam mais de 3 milhões de cópias em todo o mundo.

Howey publicou pela primeira vez seu romance “Wool” através do Amazon KDP em 2011. 

Ele optou pela plataforma porque queria ter mais liberdade por meio da autopublicação.

Os direitos do filme “Wool” foram eventualmente vendidos para a 20th Century Fox em 2012. 

Apesar disso, ele mantém o direito pessoal de continuar a distribuir “Wool” online.

O autor afirmou que, devido ao Kindle Direct Publishing, ele estava alcançando receitas mensais de seis dígitos, no mesmo ano.

No início de 2023, uma série de TV de “Wool” está programada para estrear na Apple TV+.

 

Tricia O’Malley


Vendeu mais de três milhões de cópias, abrangendo os gêneros de romance contemporâneo, romance paranormal e mistério.

Ela é autora de best-sellers no New York Times, no USA Today e no Wall Street Journal.

A autora afirma que a decisão de publicar na Amazon e no KDP mudou positivamente sua vida.

 

Mark Dawson


Alcançou mais de 2 milhões de downloads de livros em vários países e idiomas.

Em 2015, ele ganhou US$ 750.000 com livros autopublicados pela Amazon desde seu primeiro lançamento.

Ele tem mais de 20 livros publicados no gênero suspense, em 2022.


Jeff Carson


Mais de 2 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Autor best-seller internacional de romances de suspense número 1 da Amazon.

Famoso pela série de David Wolf e Ali Falco.

Ele optou por publicar por conta própria na Amazon devido à capacidade da plataforma de atingir o maior número de leitores da maneira mais simples.

 

Joana Penn


Autor de best-sellers no New York Times e no USA Today.

Ela vendeu pouco menos de 1 milhão de cópias em mais de 35 livros de ficção e não ficção.

As vendas da Amazon representaram 62% de sua receita em 2019 e 55% de sua receita em 2021.

 

 

Alguns exemplos de autores brasileiros na Amazon



 

Cora Menestrelli  é um caso que ilustra bem o autor desconhecido, mas que já conquistou seu nicho de público-leitor, provavelmente você nunca ouviu falar dela. Ela tem cerca de 9.000 seguidores no Instagram. Publicou diversos ebooks na Amazon como O Que Você não Vê   e Metanoia. Com mais de 20.000 ebooks vendidos e muitos livros físicos também é um dos tantos exemplos das possibilidades da publicação independente.

 

Mark Miller. O jovem Mark Miller é escritor pela manhã, estudante de medicina pela tarde, e leitor voraz pela noite. Nasceu na região norte, mas mudou-se para São Paulo aos 14 anos de idade. Sua série Garotos Mortos já vendeu mais de 12.000 livros entre ebooks e livros físicos na Amazon. E tem uma grande quantidade de fãs que dispensam comentários como:

 

"Para aqueles que tiveram um Ensino Médio infernal e conseguiram sobreviver. Se esse livro prova alguma coisa... é que nem todos conseguem ;)"

Essa novela curtinha, que dá para devorar em 1h, marca o começo do Eastverso com muito suspense, drama, adolescentes fazendo péssimas escolhas tudo isso em um clima de volta às aulas. se você pensa que em poucas páginas não vai ter ação, você está muito enganado!!

  

Juliana Dantas 

O caso de Juliana Dantas já se consagra um caso de best-seller, entra para uma lista que cresce a cada dia de autores de ebooks que ganham muito dinheiro. Uma realidade extraordinária que muitos autores nacionais desconhecem. 

 

Dos seus 32 livros, a maioria autopublicado, 7 chegaram ao primeiro lugar dos e-books mais vendidos da Amazon entre todos os gêneros. Em 2019, seu livro "No Silêncio do Mar" saiu pela gigante Harper Collins

 

Não que isso seja o maior selo de reconhecimento da carreira de Juliana: com 80 milhões de páginas lidas no Kindle Unlimited, isso significa que ela já embolsou ao longo desse período mais de R$ 700 mil. Sim você ouviu certo R$ 700.000 mil reais se considerarmos um ganho de cerca de R$ 0,01 por página lida no Kindle.

 

A autora afirma que nunca havia se imaginado vivendo de livros. "Em 2016 publiquei meu primeiro livro. Em dois dias estava em primeiro na lista de livros eróticos e em dez dias ganhei o dobro do meu salário numa editora. Quando meu terceiro livro chegou em primeiro na lista geral, pedi demissão."...

 

Jéssica Macedo, de 24 anos, só em 2019 publicou 15 títulos eróticos, dois deles em primeiro lugar na lista de mais vendidos. Ela sempre sonhou alto: Quando publiquei o primeiro livro, em 2010, achava que chegaria em todos os leitores e que seria fácil. Foi frustrante de descobrir que não era assim. A desilusão não durou muito. Hoje, ela tem 40 milhões de páginas lidas e uma rotina de 6 a 8 horas de escrita por dia...

 

 

Nana Pavoulih

Mas o maior fenômeno do gênero do Brasil é Nana Pavoulih, 46. Ela acumula 120 mil e-books vendidos e 95 mil cópias físicas. Já publicou por grandes editoras como Rocco e Planeta, tem contrato com a plataforma de audiobooks Storytel e vendeu direitos de suas obras para o cinema e para a TV Globo.

 Seu faturamento dos últimos 5 anos foi demais de R$ 2 milhões.

“Amo o que eu faço. Quando eu escrevo me divirto, me excito, rio, choro, é uma coisa muito rica, muito viva. A sexualidade se tornou muito mais livre com a literatura erótica.” Nana Pauvolih.

 

 

 

E se você pensa que são só histórias adolescentes ou aventuras eróticas que vendem muito pela loja Kindle esse sistema que torna sonhos  possíveis, essa plataforma democrática à autopublicação têm livros como do prestigioso Leandro Karnal, o seu Todos contra Todos: o ódio nosso de cada dia vendeu cerca de 7.000 ebooks e no total de 8 milhões de páginas lidas.


Esta escrevendo e precisa de ajuda para continuar ou melhorar seu original? Temos uma equipe expertise em arrumar aquilo que precisa em sua narrativa.


Se seu original está pronto e quer que ele tenha um aspecto profissional fale conosco.





20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page