Travei! Não consigo terminar meu livro! O que faço agora?




O que faço agora?


Muitas vezes o escritor encontrará um bloqueio, seja em seu primeiro livro ou no décimo. Aqui quero falar para autores mais iniciantes que escreveram algumas dezenas de páginas, mas não conseguem chegar ao final de seu livro.

Tenho experiência de um livro publicado de ficção O Que Você Vai ser Quando Morrer e mais uns 4 como Ghost Writer, ou seja, livros escritos por encomenda. Também adaptei um livro para roteiro de cinema. Acredito ter experiência para identificar as principais causas de um bloqueio e a consequente estagnação do seu texto. A ordem aqui não importa não necessariamente é uma hierarquia. Vamos lá então.


A procrastinação e a preguiça


Quando você está jogando sempre pra frente a tarefa de sentar diante do computador, e sente sempre um incômodo por ver os dias passando e você jogando para frente seu compromisso com seu livro. Você não está travado criativamente, mas sim a preguiça o está impedindo de finalizar seu trabalho.


Da falta de estrutura e organização


Muitas vezes você pega a ideia fervilhante e sai escrevendo. A ideia do livro geralmente é excitante. Mas conseguimos pensar apenas no essencial da Story Line. Por exemplo o livro de ficção mais vendido de todos os tempos, Dom Quixote de La Mancha. A Story Line seria: Um pequeno fidalgo castelhano que perdeu a razão por muita leitura de romances de cavalaria e pretende imitar seus heróis preferidos. Veja que a Story Line é uma chamada sedutora a escrever, mas imagina para onde Dom quixote iria sem Miguel de Cervantes organizar uma estrutura bem pensada. Às vezes não conseguir progredir no livro se trata de não ter pensado na estrutura. É hora de parar e começar por num caderno sua estrutura. Tudo funciona em blocos. Você começa com o que já está escrito. Por exemplo: no Capítulo 1 “Meu Protagonista vai a casa da mãe e a descobre doente.” Capítulo 2 “Para poder dar os remédios caros que mãe precisa ele planeja um roubo nos cofres da empresa que trabalha.” Assim você pode criar toda a estrutura como orientação, uma bússola para onde se direcionará sua história. Com essa “bússola” ficará bem mais fácil seguir adiante e ter orientação diante a tela do computador.


Elimine 1 ou 2 distrações

Nos meses que se dará a redação do seu livro não é momento de começar um novo hobby ou uma série que exija um nível de concentração ou seja muito viciante, algumas distrações podem sobrecarregar sua mente e deixá-lo com baixa energia na hora de escrever seu livro.


Leia mais sobre seu tema


O bloqueio pode vir por falta de parâmetro. Seja você escrevendo um livro de ficção do tempo do Império no Brasil, ou um romance hot sobre a vida promíscua em uma grande cidade ou um livro de não-ficção, não importa. Todos os temas podem ser encontrados em livros e pesquisa. Leia dois livros ao mesmo tempo com a temática próxima a sua. Isso te dará ideias e pode ocorrer um desbloqueio natural.



Recomece o livro do ponto que parou, mas sem olhar para trás.


Essa dica é interessante e exige coragem. Ao invés de rever o que escreveu pegue o que já escreveu e esconda. Seja um documento digital em Word seja um caderno. Deixe passar uns 15 dias e comece a escrever como se a história começasse (e não continuasse) do ponto que parou. Não vale dar nem uma espiadinha você deve puxar tudo de memória. E escrever como se o livro começasse ali, como tudo que escreveu fosse apenas pesquisa, um background da história. Essa técnica é boa por que a maioria das pessoas parece mais propensa a começar um novo projeto do que terminar aquilo que começou. Às vezes a continuidade flui mesmo que tenha sido trabalhada como um começo, muitas vezes fica ótimo e flui com um melhor estilo.



Se gosta de postagens como essa se inscreva em nossa lista para receber nossa newsletter exclusiva- Assinar

85 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo