Como fazer que as pessoas gostem de mim [seu livro]




O que faz com que as pessoas gostem de você? Provavelmente em algum momento você se questionou por que razão não é mais amado. Ou por que não consegue repetir aquilo que outras pessoas fazem para serem estimadas. Se reparar, esse “quê” que desperta o senso de “gostar” nas pessoas está ligado a algumas camadas, às quais com certo cuidado podemos entender sua estrutura. Vamos tentar fazer isso aqui.


O interessante é que aquilo que é aplicado ao pessoal, é também aplicado a um livro. E como esse blog é do mundo dos livros, tudo que for dito de empatia pessoal pode ser muito bem aplicado a um livro. Ou ao seu livro especificamente.


Vejamos a estrutura daquilo que faz as pessoas gostarem de uma pessoa. As pessoas gostam de uma boa aparência, essa é uma camada importante, mas não é certamente a mais poderosa ou valorosa. Uma segunda impressão é a simplicidade, essa é muito mais forte. A simplicidade aqui não tem a ver com escassez ou baixar a cabeça, está no ponto de não ter a ansiedade de mostrar seu potencial e ser tranquilo. Ser simples não quer dizer não ter conteúdo e sim não se mostrar arrogante por ter tal conteúdo. O conteúdo vem depois, agregada essa terceira camada você começa a ser bem quisto, é claro que o efeito nesse ponto pode ser contrário nas pessoas mesquinhas e invejosas, ou as meramente atrapalhadas em discernir o que é verdadeiro e valioso. Pessoas assim são uma perda de tempo e você não pode mudá-las, mas elas estarão no caminho de sua socialização basta ignorá-las ou impor limites. Com essas três camadas respectivas você deve ser estimado e as pessoas tendem a gostar de você. Se você possui uma quarta camada, a inteligência emocional e intelectual terá ainda mais chances de alcançar círculos sociais mais respeitosos e muitas vezes mais interessantes.


Mas existem algumas pessoas ficam satisfeitas apenas com uma camada, a aparência, essas são relações fúteis pessoas que não vão somar nada em sua vida. Outras aceitam só a simplicidade, e isso também é um perfil excludente de ignorância. Se alguém gosta apenas de uma camada, sobretudo as duas primeiras – Aparência ou Simplicidade – não será uma boa relação. Mas se houver 2 camadas envolvidas a coisa melhora. E se for 3 ou 4 camadas então você está num círculo superior.


Essa nossa analogia pode ser muito bem aplicada aos livros. A aparência envolveria: design de capa – Título interessante... A simplicidade: como a história se apresenta de maneira agradável e simples, que instiga, mas não parece presunçosa ou difícil. Conteúdo: é essencial que um bom livro tenha um conteúdo rico, aqui entra pesquisa e as ideias do mundo, do ser humano, de tudo que nos desperta curiosidade. E por fim a Inteligência como esse conteúdo é desenvolvido, como a ideia é aplicada, como o enredo, trama, ou qualquer ideia é levada a mente do leitor.


Então viram que como na questão pessoal de ser amado e querido na sociedade e propriamente em círculos diferentes isso também pode ser aplicado aos livros, reunindo esses elementos fundamentais para empatia. Veja como a estrutura do ser “gostado” reúne não um monte de coisa, mas sim 4 camadas que se atingidas em sua totalidade o tornará poderoso. Uma apenas não é nunca uma boa opção. A partir de duas você já pode ser bem quisto, mas também pode estar se limitando por não achar necessário uma terceira camada e quem sabe até mesmo uma quarta.


Se gosta de postagens como essa se inscreva em nossa lista para receber nossa newsletter exclusiva- Assinar

0 visualização